HomeTudo de tendenciasCannabis vira fibra têxtil resistente em roupas e acessórios

Cannabis vira fibra têxtil resistente em roupas e acessórios

Talvez você até já tenha vestido uma roupa feita de cannabis e ainda não saiba. Sua fibra é mais resistente que a do algodão ou do linho.

Produtos feitos com cânhamo (cannabis sativa), ou “hemp” em inglês, vêm ganhando cada vez mais espaço no mundo da moda ao utilizarem processos naturais e artesanais de confecção.

O cânhamo pode ser cultivado de forma orgânica em qualquer solo, é resistente a pragas e requer pouca água para crescer. A planta possui um sistema natural que evita a erosão do solo e está pronta para a colheita em três meses de plantio para ser aplicada na produção de roupas, remédios, cosméticos e material de construção.

Biodegradável, a cannabis possui uma fibra têxtil forte, durável e hipoalergênica. É superior ao algodão e tem poder isolante, isto é, tem a capacidade de manter o corpo aquecido no frio ou fresco no calor. O tecido ainda é capaz de bloquear os raios ultravioleta.

Há produtos vendidos a base de cânhamo desde 1990 quando foi lançado o famoso Adidas Hemp. A Levi’s criou a sua primeira linha sustentável há dois anos quando decidiu utilizar a fibra da cannabis na sua coleção.

No Brasil, a Reserva utiliza as fibras do cânhamo em suas criações desde 2019, quando anunciou a adesão à matéria-prima da cannabis como “menos nociva ao solo e de alta resistência”. A grife importa da Índia, onde o cultivo da planta é permitido, e confecciona por aqui.